terça-feira, 1 de janeiro de 2013

Styela II - o início

Fevereiro de 2012 - comprei, por 7.500 Reais, um veleiro Marreco 16, chamado "Krishna", do Leonardo Silva. O barco estava em Ibicuí e foi conduzido pelo Wolf, por mar,  para uma pôita (1.000 Reais, feita pelo Leco, CRG) localizada a S22o56.782'/W043o10.660', em frente ao Clube de Regatas Guanabara.  A viagem durou 13 horas e custou cerca de 700 Reais (incluindo, 400 Wolf, a gasolina para levar o Wolf de carro até Ibicuí, 36 litros de gasolina para o motor de popa do Barco, 3 bujões de 12 L para acondicionar a gasolina e mantimentos para a travessia Ibicuí-Rio).



video

Depois que o barco chegou, providenciei os documentos para legaliza-lo no meu nome e fiz a prova para Arras. Mudei o nome do Barco para Styela II, consertei o sistema elétrico e instalei as luzes de navegação e interior. Instalei um rádio com auto-falantes e uma gaiuta na parte da frente do Barco. Refiz o guarda mancebo e adaptei o controle de cabos da Buja. Além disso, instalei um painel solar para carregar a bateria. Comprei um VHF e um sonar que precisam ser instalados. O sistema de controle da Mestra também foi re-adaptado. Toda a parte elétrica e a gaiuta foram feitas pelo Sr. Tito (CRG).

A maior parte das minhas saídas para velejar são solo. Velejo por perto, indo até a PU ou PF. Aprendo muito com os meus erros que são muitos e, dessa forma, tenho feito progresso. Gosto muito de fundear na PU ou no Costão do Cara de Cão, onde passo o tempo mergulhando, raspando o casco ou escutando música clássica. As vezes saio de motor com as minhas filhas e a Luciana, quando, depois de jogar o ferro, passamos o tempo andando de SUP. A Julia gosta muito e quer treinar mais. As vezes saio com o meu Pai para pescar. Até agora ele, que é um pescador experiente, não teve sorte.








Nenhum comentário:

Postar um comentário